Concessão do parque Guartelá recebe contribuições em audiência pública
28/10/2021 - 14:04

Realizada em Tibagi, nos Campos Gerais, a audiência pública foi transmitida online e pode ser vista no canal Portal Sedest no YouTube. Agora haverá análise das considerações feitas no encontro e consolidação da proposta.

 

O projeto e as minutas de edital do Parque Estadual do Guartelá foram apresentados durante audiência pública realizada nesta terça-feira (26) no município de Tibagi, nos Campos Gerais. O objetivo foi apresentar a proposta à população, esclarecer dúvidas e receber contribuições. O evento também foi transmitido ao vivo e segue disponível no YouTube, no canal da Secretaria do Desenvolvimento Sustentável e do Turismo (Sedest).

Após essa etapa, o passo seguinte é a análise, pela Superintendência Geral de Parcerias do Paraná (SGPAR) e o Instituto Água e Terra (IAT), das considerações feitas durante a audiência pública. Depois os dois órgãos consolidarão a proposta e encaminharão para aprovação da modelagem definitiva da parceria.

A concessão, explicou o diretor de Políticas Ambientais da Sedest e diretor de Patrimônio Natural do IAT, Rafael Andreguetto, faz parte do planejamento do Governo do Estado em promover desenvolvimento com sustentabilidade.

“A política de conservação do Estado envolve a educação ambiental, permitindo o uso público desses espaços de forma consciente e responsável. E também viabilizando a atração para o Estado de turistas de todo o Brasil e de outros países. O objetivo é o uso das Unidades de Conservação (UCs) com a finalidade de conservação e geração de emprego e renda”, disse.

A empresa que vencer a licitação para a concessão deverá realizar melhorias no parque estadual, além de garantir a preservação da natureza. Todas as modernizações feitas pela iniciativa privada retornarão ao Estado ao final da concessão.

Para o prefeito de Tibagi, Artur Ricardo Nolte, as melhorias no Parque Estadual do Guartelá deverão atrair turistas de outros estados e países, movimentando a economia da cidade. “Esse projeto de concessão vai levar o nome da nossa cidade para o país. Se queremos que o turismo de Tibagi deslanche, precisamos que as empresas invistam aqui, pois temos atrativos como rafting, rapel, pousadas, cachoeiras, muitas belezas, mas não temos um turismo que renda economia à cidade”, destacou.

EMPRESÁRIOS – A mesma apresentação feita na audiência pública foi levada, também, a dois encontros (Road Shows), em Curitiba e Ponta Grossa, especificamente para empresários, possíveis investidores, e interessados em participar do projeto de concessão do espaço.

Agora, as manifestações por parte dos interessados seguem em análise pela equipe técnica do Governo do Estado, que fará os instrumentos convocatórios e emitirá parecer jurídico para, então, a proposta de concessão ser encaminhada para ratificação do governador Carlos Massa Ratinho Junior.

PROGRAMA - A concessão do Parque Estadual Guartelá integra o programa Parques Paraná, coordenado pelo Instituto Água e Terra (IAT). A modelagem da proposta tem intermediação da Superintendência Geral de Parcerias do Paraná (SGPAR). Além do Guartelá, também estão em fase de análise para concessão o Monumento Salto São João, de Prudentópolis, e o Jardim Botânico de Londrina. O Parque Vila Velha foi o primeiro a ter gestão concedida à iniciativa privada, em 2019.

O Parques Paraná elencou 29 Unidades de Conservação em todo o Estado com estrutura e potencial turístico a ser explorado no modelo de parceria do Estado com a iniciativa privada.

 

Saiba mais sobre o trabalho da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Sustentável e do Turismo em: www.facebook.com/desenvolvimentosustentaveleturismo

Últimas Notícias